Quando a Alma pergunta...

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Feliz Natal!



        

Jesus, que neste Natal, Seu olhar de luz penetre nossa alma, como a brisa morna da primavera, e acorde a esperança adormecida sob as folhas secas das ilusões, dos medos, da indiferença, do desespero...

        Que Seu perfume, suave como a ternura, envolva todo o nosso ser, confortando-nos e despertando a alegria que jaz esquecida por trás das lamúrias e distrações do caminho...

        Que o bálsamo do Seu amor acalme as nossas dores, silencie as nossas queixas, socorra a nossa falta de fé.

        Que, neste Natal, o calor da Sua bondade se derrame sobre o nosso Espírito e derreta o gelo milenar do egoísmo que nos infelicita e faz infelizes nossos semelhantes...

        Que Seu coração generoso afine as cordas da harpa viva que vibra em nossa intimidade, e possamos cantar e dançar, até que o preconceito fuja, envergonhado, e não mais faça morada em nós...

        Que o Seu canto de paz seja ouvido por todos os povos, do Oriente e do Ocidente, e as guerras nunca mais sejam possíveis entre a raça humana...

        Que, neste Natal, Suas mãos invisíveis e firmes sustentem as nossas, e nos arranquem dos precipícios dos vícios, da ira, dos ódios que tanto nos infelicitam...

        Que a água cristalina da Sua misericórdia percorra nossa alma e remova o lodo do ciúme, da inveja, do desejo de vingança, e de tantos outros vermes que nos corroem e nos matam lentamente...

        Que o bisturi do Seu afeto extirpe a mágoa que se aloja em nosso íntimo e nos turva as vistas, impedindo-nos de ver as flores ao longo do caminho...

        Que, neste Natal, a pureza da Sua amizade faça com que possamos ver apenas as virtudes dos nossos amigos, e os abracemos sem receio, sem defesas, sem prevenções...

        Que Seu canto de liberdade ecoe em nós, para que sejamos livres como as falenas que brincam na brisa morna, penetrada pela suavidade da luz solar...

        Que o sopro da Sua fé nos impulsione na direção das estrelas que cintilam no firmamento, onde não mais se ouvem gemidos de dor, e onde a felicidade plena já é realidade.

        Ensine-nos, Jesus, a amar, a fazer desabrochar em nossa alma esse sol interior que nos fará luz por inteiro...

        Ajude-nos a desenvolver o gosto pelo conhecimento, para que possamos encontrar a verdade que nos libertará da ignorância pertinaz...

        E, por fim, Jesus, que neste Natal cada ser humano possa sentir a Sua presença sábia e amiga, convidando a todos a uma vida mais feliz...

        Tão feliz que Sua mensagem não mais seja um tímido eco repercutindo em almas vacilantes, mas que seja uma grande melodia que vibra o amor em todos os cantos da Terra...

Desejo um Feliz Natal a todos os amigos e amigas que partilharam suas dores e amores comigo neste ano, desejando-lhes que Jesus renasça em seus corações, trazendo paz, harmonia, amor e fraternidade.
Paz e Luz,

Gisele Xavier

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Crianças Índigo - Quem são elas?!

 
 
Crianças Índigo

As Crianças Índigo começaram a encarnar na Terra nos anos 80, são crianças espiritualmente diferentes, possuem um padrão psicológico diferente das demais, além de um padrão comportamental ainda não documentado pela ciência.
As pessoas que lidam diretamente com as Crianças Índigo precisam estudar e conhecer mais sobre elas, se faz necessária uma mudança de atitudes e na maneira de se relacionar com ela. Aqueles Pais que não conseguirem observar que a mudança em seu comportamento e forma de agir são primordiais para o desenvolvimento de seu filho, ficarão á margem deles, e não conseguirão evitar o desequilíbrio em suas personalidades.
Existem diversos tipos de Crianças Índigo, precisamos conhecer todos os tipos para que o convívio seja mais tranquilo.
As Crianças Índigo vêm ao mundo com um sentimento de autoridade, realeza, e agem desta maneira, como se fossem donos do próprio nariz, senhores e senhoras de si, majestades governando a própria vida. Possuem um desejo imenso de estar encarnado aqui, vivenciando a vida, e se surpreendem quando outras pessoas não compartilham deste sentimento, não suportam estar próximos de pessoas insatisfeitas e que reclamam de tudo e de todos.
Não se autovalorizam, pelo contrário, mostram suas fraquezas e suas potencialidades, são sinceras e verdadeiras com relação ao seu Eu. As Crianças Índigo, tem dificuldade em aceitar a autoridade sem explicação, precisam compreender o porque de tais ordens ou decisões dos pais. Não se submetem a qualquer comando sem antes questionar, não com o intuito de rebeldia, mas com o desejo de entendimento. A Criança Índigo jamais fará certas coisas, mesmo que para isso, precise passar por constrangimentos, castigos, etc. São altamente criativas e necessitam de ambientes que estimulem sua criatividade. Na escola e no trabalho quando crescerem serão criativas ao extremo, conseguindo soluções para muitas situações difíceis. Questionadoras por natureza parecerão sempre inconformadas com as situações da vida, os sistemas não as convencerão.
Não aceitarão pressões impostas por culpa, do tipo “Se você não fizer isso ficará de castigo”. São um pouco antissociais, no entanto, quando querem que suas vontades sejam atendidas as expressam com clareza sem nenhuma vergonha.
Existem quatro tipos de Crianças Índigo, e cada um tem sua proposta de vida:

Humanista: Esse Índigo trabalhará a humanidade, as massas. Serão futuros doutores, advogados, professores, vendedores, executivos e políticos. Geralmente são hiperativos, no entanto, são muito sociáveis. Farão amizade muito fácil, mas por terem tendência a serem hiperativos serão bem desastrados. Não sabem brincar com apenas um brinquedo, precisam espalhar todos, são distraídos e costumam esquecer ordens simples. Um exemplo de índigo Humanista – A mãe manda o filho arrumar os brinquedos, de repente ele se depara com uma revista colorida que o interessa muito, ele deixará o quarto pra lá, se esquecerá da ordem dada e ficará concentrado em sua revista.

Conceitual: Esse tipo de Índigo terá mais facilidade em lidar com projetos e coisas do que com pessoas. Serão grandes engenheiros, arquitetos, projetistas, astronautas, pilotos, militares. Não são nada desajeitados, pelo contrário, são excelentes esportistas. Gostam de controlar as pessoas, no caso dos meninos, gostam de controlar a mãe, as meninas tentam controlar os pais. Quando não conseguem exercer o controle que desejam fazem pirraças e são um tanto quanto autoritários. Esse tipo de Índigo deve ser observado pelos pais atentamente, pois tem inclinações as drogas, devem ser acompanhados de perto especialmente na puberdade. Os pais precisam estar atentos quando dizem, “Não entre no meu quarto, não mexa em minhas coisas”, devem se aproximar mais nestas situações.

Artista: São mais sensíveis, são menores em tamanho na maioria dos casos, muito ligados as artes. Serão os futuros professores e artistas. Qualquer que seja a área de atuação sempre envolverá arte, beleza e sensibilidade. Podem ser médicos na área de cirurgia ou pesquisa. Farão muitas atividades as quais abandonarão sem concluir. Na infância escolheram diversas áreas, já na puberdade se dedicarão a um instrumento musical ou área artística específica. 

Interdimensional: São crianças grandes para a idade, são independentes, são o tipo de criança que aos 2 anos já diz – “Eu sei, deixa que eu faço sozinho”. Serão os que trarão novas filosofias e espiritualidade para o mundo. Geralmente são valentões devido a altura e força, e não se enquadram em nenhum dos outros tipos de Índigo.

Como reconhecer um Índigo?

Essas crianças tem alta sensibilidade;
Muita energia;
Distrai-se facilmente ou tem baixo poder de concentração;
Requer emocionalmente estabilidade e segurança de adultos em volta dela;
Resiste à autoridade se não for democraticamente orientada;
Possui maneiras preferenciais no aprendizado, particularmente na leitura e matemática;
Podem se tornar frustrados facilmente porque têm grandes ideias, mas uma falta de recursos ou pessoas para assistirem pode comprometer o objetivo final;
Aprendem através do nível de explicação, resistindo à memorização mecânica ou serem simplesmente ouvintes;
Não conseguem ficar quietas ou sentadas, a menos que estejam envolvidas em alguma coisa do seu interesse.
São muito compassivas; têm muitos medos tais como a morte e a perda dos amados;
Se elas experimentarem muito cedo decepção ou falha podem desistir e desenvolver um bloqueio permanente.


Algumas dificuldades enfrentadas pelos Índigos

Elas precisam de mais atenção e sentem que a vida é muito preciosa para deixar escapar. Elas querem que as coisas aconteçam rápido e frequentemente forçam situações para realizarem o desejado. Os pais facilmente caem nessas armadilhas de fazer para a criança ao invés de desempenhar um papel na modelagem ou no compartilhamento. Uma vez que aconteça os pais serão apenas fantoches. Tem facilidade em manipular as pessoas.

Podem tornar-se emocionalmente irritados por pessoas que não entendam o fenômeno Índigo. Eles não podem compreender porque as pessoas operam em modalidades não baseadas no amor. Porém, elas são extremamente resistentes e hábeis para ajudar crianças carentes, embora esta ajuda seja freqUentemente rejeitada. Quando jovens, eles podem ter problemas de ajustamento com outras crianças.

As Crianças Índigo são freqUentemente tituladas como tendo DDA (Défict de Atenção) ou alguma forma de hiperatividade. Em muitos casos são tratados com química quando deveriam ser tratados de forma diferente.


Como devemos agir?

Estas crianças estão aqui para ajudar na transformação do mundo. Portanto, nós precisamos aprender com elas, principalmente escutando-as e observando-as. 


Trate os Índigos com respeito. Honre sua existência na família.

Ajude-os a criar suas próprias soluções disciplinadas.

Dê a eles escolha em tudo.

Nunca os diminua!

Sempre explique o por quê de você dar instruções. Escute essas explicações por você mesmo. Não parece estúpida a expressão "porque eu disse que deve ser assim"? Se você concorda com a estupidez de expressões assim, então reconsidere suas instruções e as mude. Eles o respeitarão por isso e esperarão. Mas se você der a eles ordens autoritárias e ditatoriais sem bondade e razões sólidas, essas crianças o derrotarão. Elas simplesmente não vão obedecer e o que é pior, elas vão dar uma lista de motivos que desclassificam suas intenções. Algumas vezes suas razões podem ser simples, como por exemplo, "porque isso vai me ajudar hoje pois estou realmente cansado". A honestidade vencerá como nunca antes. Eles vão pensar sobre isso e acatarão.

Faça deles um parceiro no relacionamento. Pense bastante sobre este aspecto.
Quando crianças, explique tudo que você estiver fazendo para eles. Eles podem não entender, no entanto, eles perceberão sua consciência e honra por eles. Esta é uma tremenda dica antes deles aprenderem a falar.

Se problemas sérios desenvolverem, teste-os antes de iniciar tratamento baseado em drogas.
Provenha segurança no seu suporte a eles. Evite crítica negativa. Sempre deixe-os saber que você os apoiará em todos os momentos. Eles crescerão de encontro com suas verbalizações e irão surpreendê-lo durante o processo. Então, celebrem juntos. Não os faça simplesmente realizar, mas permita que eles façam com encorajamento.

Não os diga quem eles são, ou o que eles vão ser no futuro. Eles sabem melhor que você. Deixe que eles decidam suas áreas de interesse. Não os force a entrar em algum ofício familiar ou em algum tipo de negócio porque isso é que a família vem desempenhando por gerações. Estas crianças absolutamente não serão seguidores. 


Conselhos para melhorar o relacionamento com o Índigo


Os Índigos são abertos e honestos, isso não é uma vulnerabilidade mas a maior força. Se você não for aberto e honesto com eles, mesmo assim eles serão com você, no entanto, eles não o respeitarão.

Marasmo pode trazer arrogância para os Índigos, portanto não os deixe cair no marasmo. Se eles agem de forma arrogante, isso significa que eles precisam de novos desafios e novos limites. Alimente seus cérebros mantendo-os ocupados da melhor forma possível.
Pais, professores e orientadores devem estar aptos para definir e manter limites claros, ainda que suficientemente flexíveis para mudar e ajustar esses limites quando necessário, baseados no crescimento emocional e mental, pois os Índigos crescem rápido. Ser firme mas justo é necessário para a segurança deles e para nossa.

A mensagem dada e transmitida pelos adultos deve ser mais prazerosa do que dolorosa, e mais baseada no amor do que no medo.

Mantenha a criança informada e envolvida.

Evite mal-entendidos simplesmente dando explicações.

Não perca a paciência com sua criança.

Evite dar ordem (verbos no imperativo). Ao invés de ordens verbais, utilize o toque para chamar a atenção deles. Eles são muito sensíveis ao tato (toque no ombro, aperto de mão, abraço, etc).

Mantenha sua palavra.

Negocie com cada situação.

Não esconda nada e não use linguagem abusiva.

Deixe sua emoção mostrar amor e não ódio.

Se uma repreensão é dada, crie situações de dar um tempo ou folga.

Discuta a situação geradora da repreensão após seu término.

Depois de tudo, sempre reúna com a criança e reveja se houve um aprendizado e crescimento após a repreensão.

Importante:

Lembre-se que punição não funcionará com essas crianças. Punição é diferente de repreensão. Punição é baseada na culpa enquanto que repreensão é baseada num crescimento ou melhoramento.
 
Este estudo foi retirado de várias fontes, no entanto, desenvolvi o texto visando facilitar o entendimento de todos. Lembrem-se: Muitos de nós somos adultos Índigos, talvez este estudo possa ajudá-lo a se compreender melhor...

Paz e Luz!

 Gisele Xavier



terça-feira, 13 de setembro de 2011

Você e Deus!




"Muitas pessoas, assoberbadas com as amarguras do caminho, não desejam mais pensar em Deus.
Asseguram que se Deus existisse não permitiria tanto sofrimento na face da terra.
Outras admitem a existência de Deus, mas estão certas de que ele não interfere na vida dos homens, deixando-os por conta do acaso.
Há, ainda, pessoas que se decepcionaram com os religiosos e por essa razão não querem mais saber de Deus.
São tantos os argumentos e tão distantes da realidade, que o Criador nem leva em conta nossas infantilidades e continua regendo o universo com justiça, amor e misericórdia.
No entanto, se você não acredita em Deus, isso não importa. O importante mesmo é que Deus possa acreditar em você.
Em verdade, você sempre está bem próximo de Deus, fazendo a sua parte para a manutenção da harmonia do universo, mesmo sem se dar conta disso.
E ainda que não queira admitir, existe um vínculo muito estreito entre você e Deus.
Deus é o Criador.
Você, porém, pode colaborar na obra divina, na condição de co-criador.
Deus é o Pai.
Você, todavia, pode tornar-se genitor triunfante, contribuindo para o progresso do espírito em prol de todos.
Deus é o infinito.
Você, sem embargo, pode, na sua finita posição, colaborar em prol da glória da vida nos corações que transitam na dor.
Deus é amor.
Você, entretanto, pode desdobrar os sentimentos e repartir as fortunas da bondade que carrega, entre os necessitados que o cercam.
Deus é a perfeição.
Você, querendo, pode crescer, mediante o serviço nobre, lapidando suas arestas, a fim de refletir-Lhe a grandeza no espelho da sua purificação.
Deus é a verdade.
Você, também, pode disseminar as lições da divina sabedoria, que refulgem no Evangelho de Jesus.
Deus é o poder.
Você, desejando, conseguirá edificar a felicidade em toda parte, quando queira.
Deus é a harmonia.
Você possui, igualmente, as melodias da excelsa beleza na pauta do coração, podendo, também, cantar baladas de esperança e paz em seu nome.
Deus é vida.
Você não pode conceder a vida a ninguém, é certo, no entanto, poderá salvar muitas vidas que perecem por falta de amparo e socorro.
Deus é a causa primeira.
Você o traz dentro do coração. Desate-o e permita que em você a sua presença gere felicidade em derredor.
Pense nisso!

Jesus disse: "vós sois deuses".

Conduzindo o Pai Criador ao cerne da sua vida, você pode fazer tudo em prol de você mesmo, modificando as paisagens ermas do mundo, a fim de que mais rapidamente se estabeleça
o reino dos céus entre os homens.
Pense nisso e faça a sua parte. Porque o Criador, sem dúvida, está fazendo a dele."

Texto retirado do Livro: Momentos de Decisão de Divaldo Franco.

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Qual é o teor da sua energia?


A mediunidade faz parte da natureza. Todos somos médiuns, uns mais, outros menos desenvolvidos, e trocamos energias uns com os outros.
Com umas você sente prazer enorme em conversar, com outras você antipatiza, quer vê-las pelas costas. Isso não é apenas um capricho seu, mas um reflexo das energias que elas irradiam e você capta.
Existem pessoas nutritivas e pessoas sugadoras.

As nutritivas são:

Independentes. Cuidam de si, assumem suas próprias necessidades, evitam descrregar seus problemas nos outros, procuram ganhar seu próprio dinheiro.
Generosas. Dão os bens que não vão mais utilizar, cooperam com as obras de cunho social. Estão sempre se renovando.
Confiantes em si. Estudam as experiências alheias, mas na hora de decidir não perguntam aos outros o que fazer.
Otimistas. Em todos os acontecimentos olham os lados positivos. Nunca fazem drama de nada.
Respeitosas. Nunca invadem o espaço de ninguém. Aceitam os outros como são sem desejar muda-los.

As sugadoras são:
Vítimas. Sofredoras. Quando lhes acontece uma coisa boa, ficam logo esperando uma coisa ruim. Culpam o governo, a sociedade, as pessoas por suas dificuldades.
Dependentes. Nunca fazem nada sozinhas. Acham tudo difícil. Sentem-se incapazes.
Indecisas. Não têm opinião própria. Só fazem o que os outros dizem.
Depressivas. Jamais falam do que já têm, só do que ainda lhes falta. Estão sempre querendo atenção especial das pessoas e revoltam-se quando não são atendidas.
Inseguras. Apegam-se a tudo e a todos. Têm medo das mudanças, do novo e do futuro. São ansiosas e dramáticas. Vêem o lado pessimista dos fatos.

Quando você capta energia de pessoa nutritiva, sente-se muito bem. Mas se de repente sente o corpo pesado, boceja, fica deprimida, triste, com dor de cabeça ou enjôo, provavelmente absorveu as energias de uma pessoa sugadora.

Nesse caso, vá para um lugar sossegado e faça o seguinte exercício:
Feche os olhos e pergunte mentalmente de onde vêm essas energias. O rosto da pessoa aparecerá em sua memória. Então, imagine que você está dentro de sua pele e diga com firmeza:
- Eu não quero nada de você... O que é seu é seu. O que é meu é meu. Fico com minha energia. O resto vai sair agora, não quero isso para mim.
Sentirá imediatamente grande alívio. Contudo, se você se sente rejeitada pelas pessoas, está na hora de observar quais as energias que você irradia. Elas são responsáveis por tudo que você atrai em sua vida.

Pense nisso!

sábado, 20 de agosto de 2011

Conhecendo os Anjos!


A palavra Anjo origina-se da palavra grega "Angelus", que significa mensageiro. Os anjos não existem desde a eternidade, eles foram criados por Deus pouco antes da criação do Universo.
Na Bíblia encontramos cerca de 300 citações a respeito dos anjos e a palavra hebraica para anjo é Malakl ("Malachim"). As primeiras descrições sobre anjos apareceram no Antigo Testamento e a menção mais antiga de um anjo aparece em Ur, cidade do Oriente Médio, há mais de 4.000 a.C. Na arte cristã eles apareceram em 312 d.C., introduzidos pelo imperador romano Constantino, que sendo pagão, converteu-se ao cristianismo quando viu uma cruz no céu, antes de uma batalha importante.

Em 325 d.C., no Concílio de Nicéia, a crença nos anjos foi considerada dogma da Igreja. Em 343 d.C. foi determinado que reverenciá-los era idolatria e que os anjos hebreus eram demoníacos. Em 787 d.C. no Sétimo Sínodo Ecumênico definiu-se dogma somente em relação aos arcanjos: Miguel, Uriel, Gabriel e Rafael.

No Novo Testamento, anjos apareceram nos momentos marcantes da vida de Jesus: nascimento, pregações, martírio e "ressurreição". Depois da ascensão, Jesus foi colocado junto ao Anjo Metatron.

Os escritos essênios, fraternidade da qual Jesus fazia parte, estão repletos de referências angelicais. Também no Alcorão, encontraremos muitas citações sobre esse tema. Concluímos dessa forma que Deus não criou na terra somente os seres visíveis, mas também os invisíveis, e embora vivam em esferas diferentes, estão intimamente relacionados, atuando como co-autores da criação divina em tudo o que existe sobre a Terra.

São Tomás de Aquino foi um estudioso do assunto. Ele dizia que os anjos são seres cujos corpos e essências, são formados de um tecido da chamada luz astral. Eles se comunicam com os homens através da egrégora, podendo assim assumir formas físicas.

Os anjos ficam num plano intermediário entre Deus e os Homens e muita gente diz poder vê-los quando sai deste plano astral. Embora eles não tenham formas definidas, cada povo de acordo com sua cultura, dá a forma aos seus anjos: para os africanos, os anjos são negros; para os japoneses, eles têm feições orientais, para os hindus, são mulheres e são chamados "Devas".

Em todas as culturas os anjos são invocados para atender à pedidos específicos e para isso precisamos chamá-los pelo nome. Os nomes dos anjos, tanto na cultura judaico-cristã, como no hinduísmo, são formados por uma combinação de letras que contem um significado específico. Gabriel por exemplo significa "Mensageiro de Deus".

As línguas sagradas dos anjos são o sânscrito e o hebraico, e em ambas as culturas eles são 72 e de acordo com a cabala, representam os atributos de " Deus". Para a Cabala, cada letra é uma potência. O agrupamento das letras forma um nome, dando origem a um centro poderoso de energia. Deus é representado pela letra Yod que é a décima letra do alfabeto hebraico (Yod=10). Se juntarmos ao 10, as grandezas 15, 21, 26, que são pela numerologia os valores dos grupos de letras da palavra Jehovah, teremos como resultado 72 ( 10 + 15 + 21 + 26 ) = 72.

Como os judeus não pronunciam o nome de Deus, os cabalistas desdobraram a palavra Jehovah através dos três versículos misteriosos do capítulo 14 do Êxodos e acrescentaram os nomes divinos IAH, EL, AEL, IEL; com esses desdobramentos e terminações deram nomes aos 72 anjos. Cada anjo tem influência em cinco datas do nosso calendário, porque por ordem divina, cinco letras hebraicas se juntaram a cada anjo, portanto 72x5=360. Faltaram cinco dias ( 5/janeiro, 19/março, 31/maio, 12/agosto e 24/outubro ) para completar os 365 dias que formam o ano; então, os cabalistas designaram estas datas, aos "Gênios da Humanidade".

Os 72 anjos estão reunidos em nove categorias ou hierarquias cada uma liderada por um príncipe que governa oito anjos.
HIERARQUIA ANGÉLICA

CATEGORIA
PRÍNCIPE
ATRIBUTOS
Serafins
Metatron
Personificam a caridade e a inteligência
Querubins
Raziel
Refletem sabedoria divina e temperamento jovial
Tronos
Tsaphkiel
Proclamam a grandeza divina, através da música
Dominações
Tsadkiel
Detêm o governo geral do universo
Potencias
Camael
Regem as leis do mundo físico e moral.
Virtudes
Haniel
Regem a fauna, a flora e as riquezas minerais.
Principados
Raphael
Promovem os prodígios e os milagres da cura.
Arcanjos
Mikael
Regem a defesa dos pais, da família e das nações.
Anjos
Gabriel
Regem a segurança do indivíduo no corpo físico.

Consultando a tabela abaixo, você ficará sabendo tudo sobre o seu Anjo Guardião. Aprenda a lidar com ele: o melhor dia para orar e meditar, o horário em que ele está mais conectado ao planeta Terra, o salmo correspondente, a prece indicada para seu anjo, como meditar, quais as essências e incensos que você deve utilizar, como preparar os seus banhos, quais as flores e plantas mais indicadas para você, quais as velas que você deve usar (cores, tipos, dias e significado), como ancorar o seu Anjo Guardião e o seu Arcanjo, e os respectivos rituais. Entre em contato com o seu Anjo Guardião e obtenha harmonia, realização e prosperidade em todos os setores de sua vida!
 
DESCUBRA O NOME DO SEU ANJO DA GUARDA
O dia da semana regido por ele e o horário de sua passagem pela Terra
Através do dia e mês de seu Nascimento
ANJOS
DATAS DE NASCIMENTO
DIAS
HORAS
01 - Veluiah
06 Jan -20 Mar - 01 Jun - 13 Ago - 25 Out
3ª Feira
00:00 à 00:20
02 - Jeliel
07 Jan -21 Mar - 02 Jun - 14 Ago - 26 Out
3ª Feira
00:20 à 00:40
03 - Sitael
08 Jan -22 Mar - 03 Jun - 15 Ago - 27 Out
Domingo
00:40 à 01:00
04 - Elemiah
09 Jan -23 Mar - 04 Jun - 16 Ago - 28 Out
Domingo
01:00 à 01:20
05 - Mahasiah
10 Jan -24 Mar - 05 Jun - 17 Ago - 29 Out
6ª Feira
01:20 à 01:40
06 - Leiabel
11 Jan -25 Mar - 06 Jun - 18 Ago - 30 Out
6ª Feira
01:40 à 02:00
07 - Acaiah
12 Jan -26 Mar - 07 Jun - 19 Ago - 31 Out
4ª Feira
02:00 à 02:20
08 - Cahethel
13 Jan -27 Mar - 08 Jun - 20 Ago - 01 Nov
4ª Feira
02:20 à 02:40
09 - Haziel
14 Jan -28 Mar - 09 Jun - 21 Ago - 02 Nov
2ª Feira
02:40 à 03:00
10 - Aladiah
15 Jan -29 Mar - 10 Jun - 22 Ago - 03 Nov
2ª Feira
03:00 à 03:20
11 - Laoviah
16 Jan -30 Mar - 11 Jun - 23 Ago - 04 Nov
Sábado
03:20 à 03:40
12 - Hahahiah
17 Jan -31 Mar - 12 Jun - 24 Ago - 05 Nov
Sábado
03:40 à 04:00
13 - Yesalel
18 Jan - 01 Abr - 13 Jun - 25 Ago - 06 Nov
5ª Feira
04:00 à 04:20
14 - Mehabel
19 Jan - 02 Abr - 14 Jun - 26 Ago - 07 Nov
5ª Feira
04:20 à 04:40
15 - Hariel
20 Jan - 03 Abr - 15 Jun - 27 Ago - 08 Nov
3ª Feira
04:40 à 05:00
16 - Hekamiah
21 Jan - 04 Abr - 16 Jun - 28 Ago - 09 Nov
3ª Feira
05:00 à 05:20
17 - Lauviah
22 Jan - 05 Abr - 17 Jun - 29 Ago - 10 Nov
Domingo
05:20 à 05:40
18 - Caliel
23 Jan - 06 Abr - 18 Jun - 30 Ago - 11 Nov
Domingo
05:40 à 06:00
19 - Leuviah
24 Jan - 07 Abr - 19 Jun - 31 Ago - 12 Nov
6ª Feira
06:00 à 06:20
20 - Pahaliah
25 Jan - 08 Abr - 20 Jun - 01 Set - 13 Nov
6ª Feira
06:20 à 06:40
21 - Nelcael
26 Jan - 09 Abr - 21 Jun - 02 Set - 14 Nov
4ª Feira
06:40 à 07:00
22 - Ieiael
27 Jan - 10 Abr - 22 Jun - 03 Set - 15 Nov
4ª Feira
07:00 à 07:20
23 - melahel
28 Jan - 11 Abr - 23 Jun - 04 Set - 16 Nov
2ª Feira
07:20 à 07:40
24 - Haheuiah
29 Jan - 12 Abr - 24 Jun - 05 Set - 17 Nov
2ª Feira
07:40 à 08:00
25 - Nith-Haiah
30 Jan - 13 Abr - 25 Jun - 06 Set - 18 Nov
Sábado
08:00 à 08:20
26 - Haaiah
31 Jan - 14 Abr - 26 Jun - 07 Set - 19 Nov
Sábado
08:00 à 08:40
27 - Ieratel
01 Fev - 15 Abr - 27 Jun - 08 Set - 20 Nov
5ª Feira
08:40 à 09:00
28 - Seheiah
02 Fev - 16 Abr - 28 Jun - 09 Set - 21 Nov
5ª Feira
09:00 à 09:20
29 - Reyel
03 Fev - 17 Abr - 29 Jun - 10 Set - 22 Nov
3ª Feira
09:20 à 09:40
30 - Omael
04 Fev - 18 Abr - 30 Jun - 11 Set - 23 Nov
3ª Feira
09:40 à 10:00
31 - Lecabel
05 Fev - 19 Abr - 01 Jul - 12 Set - 24 Nov
Domingo
10:00 à 10:20
32 - Vasahiah
06 Fev - 20 Abr - 02 Jul - 13 Set - 25 Nov
Domingo
10:20 à 10:40
33 - Iehuiah
07 Fev - 21 Abr - 03 Jul - 14 Set - 26 Nov
6ª Feira
10:40 à 11:00
34 - Lehahiah
08 Fev - 22 Abr - 04 Jul - 15 Set - 27 Nov
6ª Feira
11:00 à 11:20
35 - Cavaquiah
09 Fev - 23 Abr - 05 Jul - 16 Set - 28 Nov
4ª Feira
11:20 à 11:40
36 - Menadel
10 Fev - 24 Abr - 06 Jul - 17 Set - 29 Nov
4ª Feira
11:40 à 12:00
37 - Aniel
11 Fev - 25 Abr - 07 Jul - 18 Set - 30 Nov
2ª Feira
12:00 à 12:20
38 - Haamiah
12 Fev - 26 Abr - 08 Jul - 19 Set - 01 Dez
2ª Feira
12:20 à 12:40
39 - Rehael
13 Fev - 27 Abr - 09 Jul - 20 Set - 02 Dez
6ª Feira
12:40 à 13:00
40 - Ieiazel
14 Fev - 28 Abr - 10 Jul - 21 Set - 03 Dez
6ª Feira
13:00 à 13:20
41 - Hahahel
15 Fev - 29 Abr - 11 Jul - 22 Set - 04 Dez
5ª Feira
13:20 à 13:40
42 - Mikael
16 Fev - 30 Abr - 12 Jul - 23 Set - 05 Dez
5ª Feira
13:40 à 14:00
43 - Veuliah
17 Fev - 01 Mai - 13 Jul - 24 Set - 06 Dez
3ª Feira
14:00 à 14:20
44 - Yelaiah
18 Fev - 02 Mai - 14 Jul - 25 Set - 07 Dez
3ª Feira
14:20 à 14:40
45 - Sealiah
19 Fev - 03 Mai - 15 Jul - 26 Set - 08 Dez
Domingo
14:40 à 15:00
46 - Ariel
20 Fev - 04 Mai - 16 Jul - 27 Set - 09 Dez
Domingo
15:00 à 15:20
47 - Asaliah
21 Fev - 05 Mai - 17 Jul - 28 Set - 10 Dez
6ª Feira
15:20 à 15:40
48 - Mihael
22 Fev - 06 Mai - 18 Jul - 29 Set - 11 Dez
6ª Feira
15:40 à 16:00
49 - Vehuel
23 Fev - 07 Mai - 19 Jul - 30 Set - 12 Dez
4ª Feira
16:00 à 16:20
50 - Daniel
24 Fev - 08 Mai - 20 Jul - 01 Out - 13 Dez
4ª Feira
16:20 à 16:40
51 - Hahasiah
25 Fev - 09 Mai - 21 Jul - 02 Out - 14 Dez
2ª Feira
16:40 à 17:00
52 - Imamaiah
26 Fev - 10 Mai - 22 Jul - 03 Out - 15 Dez
2ª Feira
17:00 à 17:20
53 - Nanael
27 Fev - 11 Mai - 23 Jul - 04 Out - 16 Dez
Sábado
17:20 à 17:40
54 - Nithael
28 Fev - 12 Mai - 24 Jul - 05 Out - 17 Dez
Sábado
17:40 à 18:00
55 - Mebahiah
01 Mar - 13 Mai - 25 Jul - 06 Out - 18 Dez
5ª Feira
18:00 à 18:20
56 - Poiel
02 Mar - 14 Mai - 26 Jul - 07 Out - 19 Dez
5ª Feira
18:20 à 18:40
57 - Nemamiah
03 Mar - 15 Mai - 27 Jul - 08 Out - 20 Dez
3ª Feira
18:40 à 19:00
58 - Ieialel
04 Mar - 16 Mai - 28 Jul - 09 Out - 21 Dez
3ª Feira
19:00 à 19:20
59 - Harahel
05 Mar - 17 Mai - 29 Jul - 10 Out - 22 Dez
Domingo
19:20 à 19:40
60 - Mitzrael
06 Mar - 18 Mai - 30 Jul - 11 Out - 23 Dez
Domingo
19:40 à 20:00
61 - Umabel
07 Mar - 19 Mai - 31 Jul - 12 Out - 24 Dez
6ª Feira
20:00 à 20:20
62 - Iah-Hel
08 Mar -20 Mai - 01 Ago -13 Out - 25 Dez
6ª Feira
20:20 à 20:40
63 - Anauel
09 Mar -21 Mai - 02 Ago -14 Out - 26 Dez
4ª Feira
20:40 à 21:00
64 - Mehiel
10 Mar -22 Mai - 03 Ago -15 Out - 27 Dez
4ª Feira
21:00 à 21:20
65 - Damabiah
11 Mar -23 Mai - 04 Ago -16 Out - 28 Dez
2ª Feira
21:20 à 21:40
66 - Manakel
12 Mar -24 Mai - 05 Ago -17 Out - 29 Dez
2ª Feira
21:40 à 22:00
67 - Ayel
13 Mar -25 Mai - 06 Ago -18 Out - 30 Dez
Sábado
22:00 à 22:20
68 - Habuhiah
14 Mar -26 Mai - 07 Ago -19 Out - 31 Dez
Sábado
22:20 à 22:40
69 - Rochel
15 Mar -27 Mai - 08 Ago -20 Out - 01 Jan
5ª Feira
22:40 à 23:00
70 - Yabamiah
16 Mar -28 Mai - 09 Ago -21 Out - 02 Jan
5ª Feira
23:00 à 23:20
71 - Haiaiel
17 Mar -29 Mai - 10 Ago -22 Out - 03 Jan
3ª Feira
23:20 à 23:40
72 - Mumiah
18 Mar -30 Mai - 11 Ago -23 Out - 04 Jan
3ª Feira
23:40 à 00:00