Quando a Alma pergunta...

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

O Banho de Ervas



Todos nós temos ao redor do nosso corpo físico um campo eletromagnético, composto por corpos sutis, que se denomina aura. O nosso corpo físico recebe uma higienização a qual denominamos: banho! Da mesma forma, nossa aura espiritual precisa ser higienizada, para tanto, utilizamos o banho de ervas, que por receberem todo tempo a energia dos quatro elementos (fogo, ar, água e terra) possuem as energias indispensáveis à revitalização da nossa aura energética e incluindo a cura de muitos males quer físico ou espiritual.
As auras das pessoas e dos lugares funcionam como antenas que recebem e enviam mensagens entre si, essas mensagens são decodificadas através da nossa intuição, por isso, percebemos muitas vezes a negatividade sob a forma de dores de cabeça, enjoos, cansaços, sonolência, insônias, etc.
Quando passamos por situações estranhas, energias desequilibradas se agregam à nossa aura e permanecem lá por muito tempo provocando as doenças. Como sabemos as doenças antes de manifestarem-se em nosso corpo físico, primeiro surge em nossos corpos espirituais, mais um motivo para o uso das ervas.
Quando tomamos um Banho de Ervas limpamos a nossa aura fazendo com que ela volte a funcionar normalmente, com isso harmonizamos os nossos chakras que são os túneis por onde entram as energias no nosso corpo físico.
Cada planta tem características próprias que interagem com as nossas energias provocando as mudanças necessárias.
As ervas podem limpar, energizar, melhorar nossa autoestima, tirar nosso cansaço, etc.
Para fazer o banho, devemos conhecer as ervas e suas propriedades, para que possamos usá-las com sabedoria e o banho tenha o efeito esperado.
As ervas podem ser misturadas e o resultado será melhor se usado número ímpar de ervas.
O Sal grosso pode ser usado como banho de limpeza, mas é preciso que se tome um banho de ervas (energizantes) logo após.
O banho de sal grosso tomado em casa retira totalmente nossas energias, nos deixando “vazios”, por isso, precisamos repor as energias da nossa aura com o que desejamos de positivo, então, escolhemos as ervas que mais se adequam ao momento para o banho que irá complementar o banho de sal grosso.
No banho de mar não se faz necessária a utilização de ervas, porque o banho de mar é completo, pois já tem em si, os quatro elementos.

Vejamos a Relação de algumas Ervas e suas Propriedades:

·         Arnica - afasta a negatividade
·         Abre Caminho - novas forças
·         Açúcar - aceitação
·         Alho (palha) - proteção
·         Alecrim - clareza mental
·         Alpiste - prosperidade
·         Arruda - proteção
·         Anis Estrelado - aumenta a autoestima
·         Água-de-arroz - calmante
·         Água-marinha (planta) - limpeza
·         Alfazema - mudança
·         Bulbo de cebolinha - tira o cansaço
·         Comigo-ninguém-pode - defesa
·         Camomila - limpeza (bactericida)
·         Canela - limpeza, força e prosperidade
·         Cravo da Índia - estimulante
·         Crisântemo branco - calmante
·         Crista-de-Galo (sementes) - calmante (hipertensão)
·         Contas de Rosário - concentração
·         Cenoura (folhas) - fraqueza
·         Dente-de-Leão - tristeza e contra vícios
·         Erva doce - boas energias
·         Espada de São Jorge - proteção
·         Folha de Pinheiro - limpeza
·         Folhas de Pêssego - dissolve densidades acumuladas
·         Folhas de Limão - corta energias negativas
·         Folhas de Manga - prosperidade
·         Folhas de Louro - prosperidade
·         Fumo - proteção
·         Flor de sabugueiro - calmante
·         Guiné - proteção e força
·         Girassol (sementes) - acelera as mudanças
·         Guaraná - aumenta as energias
·         Hortelã - aceitação
·         Inhame - força e limpeza
·         Levante - força, melhorar a autoestima
·         Losna - corta a negatividade (raivas)
·         Macela - calmante (bom para insônia)
·         Manjericão - equilíbrio, renova as células do organismo
·         Pitanga (folhas) - melhora a circulação
·         Rosas brancas - limpeza
·         Rosas vermelhas - energia
·         Sementes de tangerina - para dores na coluna
·         Sálvia – rejuvenescimento


O banho de ervas deve ser usado de duas formas:

·         Banho de descarrego ou limpeza: Onde a aura espiritual é limpa de larvas e miasmas negativos.
·         Banho de fixação ou energização: Onde são fixados à aura todos os componentes positivos emitidos por cada erva.

Dicas importantes:

1-      Os banhos devem ser acompanhados de preces pessoais espontâneas e sinceras. Peça. Converse com Deus e com seus protetores espirituais. Se desejar, acenda uma vela com um copo d’água para seu anjo da guarda.
2-      As flores e ervas devem ser frescas e nunca fervidas.
3-      Os resíduos dos banhos devem ser descartados na natureza ou em água corrente. Não se deve jogar no lixo.
4-      O ideal é coar o banho e jogar sobre o corpo somente o líquido.
5-      Nunca se esqueça de fazer preces e mentalizar sempre o que deseja com o banho, médiuns devem tomar banhos de limpeza e energização sempre antes dos trabalhos e depois.
6-      Evite o uso de ervas venenosas como: comigo-ninguém –pode, use-as somente com indicação de um guia ou protetor espiritual.

Paz e Bem!

Gisele Xavier

2 comentários:

  1. Muito interessante amei.
    E saber como usar é muito bom.
    Sei que vou estudar muito, sempre me senti atraida pelas plantas, sabia que elas podia oferecer coisas boas.bjs

    ResponderExcluir
  2. Gi, as defumações funcionam de modo similar? Bj

    ResponderExcluir